Vinho

Nessas andanças pelo mundo dos vinhos nos deparamos com muitos projectos grandiosos, mas um em especial nos chamou atenção quer pela sua nobre missão quer pela paixão que os profissionais envolvidos exalam. A PORVID – Associação Portuguesa para a Diversidade da Videira tem desenvolvido um trabalho muito interessante e de grande valor para o sector dos vinhos. Esta associação visa gerar conhecimento sobre as castas de videira portuguesas, criando valor e sustentabilidade a partir das variedades autóctones. Dentre os trabalhos ali desenvolvidos, destacamos as pesquisas sobre selecção e erosão genética que visam preservar a grande diversidade de videiras que encontramos no território português, descobrindo…

Ontem tivemos a oportunidade de prestigiar o lançamento do novo vinho dos Valados de Melgaço em Lisboa, o Alvarinho de vinificação natural 2016. Com este novo rótulo, a marca visa consolidar a sua abordagem diferenciadora no mercado pretendendo elevar todas as propriedades da casta Alvarinho, de modo que esta alcance todo o seu potencial e expresse o terroir de onde provém. Este é primeiro vinho da marca elaborado a partir de técnicas da vinificação natural e sem a adição de quaisquer sulfitos, permitindo que o produto final expresse de forma mais autêntica a natureza das uvas e a sua origem, numa produção limitada que confere ao vinho…

As festas de fim de ano estão a se aproximar e o vinho sempre foi uma boa pedida na hora de presentear nesta época do ano, seja porque propicia o convívio, na medida que quem recebe normalmente termina por compartilhar com os presentes, quer por ser um presente impessoal e que costuma agradar a maioria das pessoas. Contudo, podemos seguir alguns critérios na hora de presentearmos com vinho, assegurando que o presenteado vai desfrutar verdadeiramente da nossa escolha. Se for convidado para um jantar, por exemplo, procure saber sobre os pratos que serão servidos, de modo a seleccionar um vinho que harmonize bem com…

A região vitivinícola do Dão é o berço da Touriga Nacional, onde nascem vinhos elegantes, frescos e cheios de personalidade. Esta região demarcada (segunda região demarcada portuguesa) situa-se no centro do extremo inferior do norte de Portugal e coincide com o Planalto Beirão, que está rodeado por maciços montanhosos compostos a norte pelas serras da Nave, Montemuro e Lapa, a sul pelas serras do Buçaco, Açor e Lousã, a este pela serra da Estrela e a oeste pela serra do Caramulo. O clima da Região Demarcada do Dão é marcado pelas cadeias montanhosas que a circundam e que a protegem da…

Ontem fomos prestigiar o “Grandes Escolhas – Vinhos e Sabores”, o maior encontro vínico do país que está a decorrer até hoje no Pavilhão 4 da FIL – Feira Internacional de Lisboa. O evento conta com a presença de centenas de produtores nacionais e uma programação (pequenas provas, masterclasses, showcooking, “Concurso Grandes Escolhas”…) que faz a alegria dos amante do bom vinho e da boa gastronomia portuguesa. Se estiver em Lisboa não deixe de conferir o que os mais de 300 produtores inscritos têm para apresentar e desfrute desta rica agenda que o evento oferece, sem dúvidas uma programação interessante para enófilos de…

A falsificação no mundo dos vinhos acompanha a sua história, note-se que o Código de Hamurabi já previa uma pena para punir este acto.  Assim, os vinhos mais prestigiados e colecionáveis sempre foram alvos de falsificação e contravenção, pelo que não são raros os casos que nos chegam aos ouvidos. Actualmente, o mercado conta com uma diversidade de mecanismos para evitar a falsificação,  a contrafacção e tentar assegurar a inocuidade e proveniência de um vinho. De microchips à selos com numeração em série, passando pelos códigos qr, rótulos com marca d´água e malhas. Estas últimas são tradicionalmente utilizadas na região espanhola da Rioja. Origem Em…

A doçura na comida aumenta a percepção de acidez, amargor e o efeito ardente do álcool no vinho, para além de diminuir a percepção do corpo, da doçura e fruta na bebida. Desta maneira, a doçura de um prato pode fazer com que um vinho seco pareça perder a sua fruta e com que seja desagradavelmente ácido. Assim, uma boa regra geral na hora de escolher um vinho para acompanhar qualquer prato que contenha açúcar é optar por um vinho que apresente um nível de doçura mais elevado.

As oxidações geralmente são tidas como prejudiciais ao vinho, porém, em alguns casos, elas podem ser benéficas. Nos vinhos a oxidação ocorre devido à dois principais mecanismos: oxidações bioquímicas ou enzimáticas, onde as substâncias (as enzimas oxidantes) activam a oxidação actuando como catalisadores. As oxidações bioquímicas são muito rápidas e ocorrem especialmente na fase pré-fermentação, ou seja, na própria uva quando chega à adega ou no mosto, embora possam também ocorrer nos vinhos novos, recém elaborados; oxidação química ou não enzimática ocorre na ausência daqueles catalisadores e se desenvolvem mais devagar, manifestando-se na fase do envelhecimento da bebida, pelo que se tornam uma característica dos vinhos mais elaborados. A…

Corpo é a sensação do vinho na boca quando se prova. Corpo ligeiro – refrescantes e fáceis de beber Os vinhos de corpo ligeiro são normalmente refrescantes e fáceis de beber. Um exemplo de vinho branco de corpo ligeiro é o Pinot Grigio (Itália) e nos tintos podemos citar o Beaujolais (França).  Corpo médio – mais ricos na boca / alguns com madeira O vinho sente-se mais rico e mais substancial. O corpo mais acentuado deve-se normalmente às castas utilizadas ou ao estágio em madeira, o que confere ao vinhos uma textura extra. Como exemplo podemos citar os brancos da…