A vinícola espanhola Campo Viejo fundada em 1959 tem mais de 50 anos de história e é uma das casas mais representativas da Denominação de Origem Rioja. A Campo Viejo foi a primeira marca a colocar o vinho da Rioja ao alcance do consumidor, tendo se convertido na marca riojana mais vendida no mundo com presença em mais de 70 países. Na Espanha, é um dos vinhos da Rioja que melhor se encontra posicionado no canal de alimentação e distribuição nacional.

Campo Viejo
Mais de 50 anos de história e cumplicidade com o consumidor, liderando os vinhos da Rioja e elaborando vinhos de excelência.

A vinícola

Arquitectura de vanguarda ao serviço do vinho

Em 2000 se iniciou a construção da nova e actual adega, impulsionando a inovação, a investigação, a modernização e o cuidado ambiental em toda a região. Com um projecto arrojado, construído debaixo da terra, como as tradicionais adegas riojanas, este edifício consegue de maneira natural as condições adequadas para a elaboração e estágio do vinho, tanto por sua arquitectura, bem como por dispor dos métodos mais avançados de vinificação.

A inauguração da nova adega em 2001 foi um marco, tornando esta um ícone da arquitectura sustentável. O edifício está totalmente integrado com a paisagem e respeita o meio ambiente. Este encontra-se semi-enterrado para aproveitar o isolamento natural e manter uma temperatura constante durante todo o ano. Foi construído com materiais que se inspiram e refletem a cor da terra do terreno em que está localizada, de modo a diminuir o impacto visual. Apresenta ainda traços retos e horizontais para conferir uma sensação visual de menor altura, se integrando perfeitamente ao terreno e à paisagem.

Seu soterramento a 45 metros de profundidade fomenta as condições de envelhecimento do vinho: a uva entra na adega por gravidade encontrando nela serenidade, escuridão, temperatura estável e humidade, bem como ventilação pausada e natural. Sua principal característica é a harmonia entre a arquitectura e a engenharia, tornando-se uma instalação funcional, eficaz e moderna; em um edifício com qualidades espaciais e ambientais das adegas mais tradicionais.

Desta maneira, este edifício é uma referência a nível mundial visto que para além da sua estrutura diferenciada há ainda um constante investimento em investigação e desenvolvimento para permitir a Campo Viejo seguir inovando em todo o processo de elaboração, combinando a mais alta tecnologia do sector com o cuidado artesanal dos vinhos e potencializando o espírito vibrante desta casa a cada melhora e inovação alcançada.

Captura de ecrã 2016-01-8, às 11.00.06
O edifício é uma moderna criação do arquitecto riojando Ignacio Queda, semi-enterrada na forma de uma obra de land art.
cv
Fotos: Campo Viejo

IMG_8537

Assinatura Natália