Fotos: CVR Alentejana
Fotos: CVR Alentejana

O Alentejo ocupa pouco mais de um terço do território continental português. O clima é continental contando com verões quentes e invernos frios. A planície característica da região e a ausência de barreiras orográficas inibem a condensação da humidade vinda do mar, afastando assim uma influência atlântica mais acentuada aos vinhos do Alentejo. Todavia, são justamente os poucos acidentes orográficos na paisagem que pautam e particulariza cada uma das sub-regiões, assegurando condições singulares para a vitivinicultura em toda a região.

A DOC (Denominação de origem controlada) Alentejo está sub-dividida nas seguintes regiões: (1) Borba, (2) Évora, (3) Granja-Amareleja, (4) Moura, (5) Portoalegre, (6) Redondo, (7) Reguengos e (8) Vidigueira. O que elas têm em comum? A capacidade de produzir vinhos de qualidade, ricos em aromas, redondos e suaves, com uma capacidade singular para serem bebidos jovens, sabendo, porém, envelhecer com distinção!

Foto: Vinhos do Alentejo
Foto: Vinhos do Alentejo

Actualmente, os vinhos alentejanos são os preferidos dos portugueses. De acordo com os dados mais recentes do Instituto da Vinha e do Vinho (IVV), o sector vitivinícola obteve um crescimento de vendas no mercado interno de 2,7% até outubro passado, o correspondente a quase 13 milhões de euros. Atente-se para o facto dos vinhos alentejanos terem verificado o maior acréscimo em vendas, em torno de 20,1%, atingindo a quota nacional de 25,6%, consagrando assim a preferência dos portugueses pelos vinhos desta região.

Deixo-vos aqui alguns vídeos promocionais da CRV Alentejana que revelam um pouco mais desta fantástica região vitivinícola que tanto agrada aos portugueses e que cada vez mais consagra a sua fama internacional.

Bons vinhos!!

 

Assinatura Natália