Os aromas de um vinho podem remeter à diversas frutas apesar da única fruta realmente presente em um vinho ser a uva. Isso ocorre porque recorremos à referências conhecidas para descrever as sensações aromáticas que percebemos, traçando uma analogia com outro cheiro já conhecido.

Nos vinhos tintos, as frutas mais recorrentes para descrever os aromas são os frutos vermelhos ou negros, como morangos, cerejas,  framboesas, mirtilo, amora, ameixa, cassis e etc. Já nos brancos, provavelmente identificará aromas que lembram as frutas cítricas (lima, limão, toranja, tangerina, laranja) ou as frutas tropicais/ exóticas (abacaxi, maçã verde, pêssego, marmelo, melão, lichia e damasco). O único vinho que nitidamente apresenta aromas de uva é o Moscatel.

Da próxima vez que degustar uma taça de vinho, procure identificar alguns aromas, de modo a ampliar a sua biblioteca olfactiva. Este treino permitirá uma degustação mais prazerosa e rica!

Assinatura Natália