O termo jovem é utilizado habitualmente para designar um vinho elaborado recentemente que ainda pode e deve envelhecer ou um vinho frutado, com pouco tanino e acidez agradável que não tem potencial de envelhecimento (a exemplo dos vinhos brancos em geral e dos espumantes).

Assinatura Natália