Em vinicultura, mosto refere-se ao sumo de uvas frescas prensadas destinado à fermentação alcoólica. Este primeiro sub-produto vindo das uvas vai dar origem ao vinho. Na época das vindimas, é com o seu preparo que os trabalhos começam nas adegas.

O mosto nos oferece algumas indicações de como será o vinho. Quanto maior for o teor de açúcar, maior será o teor alcoólico deste vinho, uma vez que com a fermentação os açúcares se transformam em álcool. Nesta fase de produção, os enólogos já têm em mente o vinho que querem executar, pelo que é importante estabelecer as características dos produtos e trabalhar com o mosto de maneira a alcançar esses resultados no produto final.

DSC_0283

Neste líquido turvo encontramos um alto teor de açúcar, leveduras naturais, enzimas, taninos, ácidos orgânicos e sais minerais. Tratando-se da vinificação de vinhos tintos, o mosto poderá conter as películas e os engaços. Já no caso dos vinhos brancos, o mosto conterá apenas o sumo das uvas de modo a não comprometer a coloração do vinho.

 

 

 

Assinatura Natália