“Denominação de Origem Protegida (D.O.P.)”

No passado 21 de Dezembro, a Comissão Europeia aprovou a primeira Denominação de Origem Protegida transfronteiriça para um vinho, a DOP “Maasvallei Limburg”. Apesar de já existirem outras Denominações de Origem transfonteiriças para produtos alimentícios ou bebidas espirituosas, esta é a primeira Denominação de Origem Protegida transfronteiriça para um vinho, representando assim uma novidade significativa para o sector vitivinícola. Esta DOP pode ser utilizada nos vinhos tintos, brancos ou rosés produzidos a partir de variedades de uva cultivadas nas duas margens do rio Mosa nas regiões belga e holandesa de Limburgo.    

Denominação de Origem (D.O.) Poderão apor nos seus rótulos este designativo os vinhos cuja originalidade e individualidade estão intrinsecamente relacionadas a uma determinada região, local ou denominação tradicional. Este designativo funciona na identificação dos vinhos tendo em consideração a sua origem e a sua elaboração em uma determinada região, bem como a sua qualidade ou características particulares devidas ao meio geográfico e aos factores naturais e humanos. Para que o vinho possa utilizar a Denominação de Origem, o seu processo de elaboração é rigorosamente controlado em todas as suas etapas e deve ter em respeito o caderno de especificações da D.O. em causa. O caderno de…