“espumante”

braz-trattoria---sangria-da

Ingredientes: 100ml Aperol 100ml Vermouth Bianco 300ml puré de morango e maçã verde 500ml de espumante seco Cubos de gelo Folhas de hortelã Modo de preparo do puré: Descasque duas maçãs e corte em pedaços pequenos. Em um liquidificador, junte os cubos de maçã, 150gr de morangos, 1 colher de sopa de açúcar e o sumo de 1 limão. Depois de bater, filtre a mistura com a ajuda de uma peneira. Modo de preparo da Sangria: Em uma jarra, despeje o puré, o Vermouth e o Aperol. Depois, acrescente os cubos de gelo, as folhas de hortelã e por fim, adicione o espumante.…

img_2556

Espumante Chamamos de espumante todo vinho que sofre duas fermentações naturais. A primeira, comum a todos os vinhos, é denominada por “fermentação alcoólica”. Esta é responsável por transformar o açúcar natural da uva em álcool e ocorre em tanques de inox ou barris de carvalho. Já a segunda fermentação não é comum a todos os vinhos, sendo utilizada apenas entre os vinhos espumantes para que estes adquiram a sua efervescência. Esta segunda fermentação pode se dar em tanques de inox pressurizados (método charmat) ou na própria garrafa (método champenoise ou tradicional/clássico).

collage

Dezembro se aproxima e com ele o consumo de espumantes dispara, uma vez que é o vinho de eleição das festividades. Para acompanhar uma bela taça de espumante opte pelos queijos brancos moles, simplesmente delicioso! Todavia, vale ressaltar, que assim como os vinhos, os queijos possuem características próprias que podem variar dentro dos grupos, bem como quando comparado a um queijo do mesmo tipo, mas de produtores distintos. Assim, as regras gerais de harmonização devem servir apenas como uma referência, onde as preferências pessoais devem também ser tidas em conta e os testes empíricos são ainda o meio mais acertado de encontra a sua…

2016-proteja-aco-inoxidavel-vinho-espumante-garrafa-de-champanhe-silver-stopper-selo-de-ar-plugue-bar

Há quem utilize uma colher de chá para evitar que o gás escape de uma garrafa de espumante já aberta ao guardar o restante que sobrou de um brinde. Todavia, esta prática não impede que o gás carbónico contido na bebida escape, sendo um mito sem fundamento. Assim, o melhor será optar por stopper apropriado para vedar esse tipo de garrafa, guardá-la no frigorífico e consumí-la num período máximo de 24 horas.

IMG_0617

Os vinhos espumantes são presença garantida nas ocasiões especiais devido à sua sofisticação e elegância. Todavia, este tipo de vinho adquiriu um maior destaque no mundo dos vinhos, conquistando assim a preferência também em ocasiões mais triviais. Estes, para além de serem adequados nos meses quentes de verão, devido à sua versatilidade podem ser consumidos ao longo do ano como aperitivo (têm a qualidade de abrir o apetite), como acompanhantes de uma refeição completa, bem como ser acompanhante perfeito para as sobremesas, sem falar que são base para muitos coquetéis. Devido à enorme variedade de rótulos e estilo, devemos ter em consideração algumas características como: as castas, o…

A sabragem, do francês sabrage, consiste na técnica centenária empregada para abrir uma garrafa de vinho espumante utilizando um sabre ou uma espada. A técnica utilizada em ocasiões festivas remonta uma tradição francesa e torna-se um espectáculo a parte. Conta a história que, no início do século XVIII, Napoleão e seus soldados tinham por tradição comemorar as suas vitórias nos campos de batalha, degolando as garrafas de Champagne com um único golpe de seu sabre. Ainda que não tenha sido o inventor da técnica foi quem a imortalizou e a difundiu. Dicas para o momento da Sabrage: Recomendamos os espumantes…