“garrafeira”

Captura de ecrã 2017-02-22, às 11.22.45

Em Portugal, cada cidade tem as suas garrafeiras de bairro que merecem a visita. A maioria delas oferecem uma agenda bastante atrativa, desenvolvendo regularmente provas, cursos de iniciação à prova de vinhos e até mesmo  jantares vínicos. Esse  tipo de comércio conta normalmente com uma equipa bem informada, capaz de esclarecer as dúvidas dos que não tem muita familiaridade com o assunto. Outro ponto positivo deste contacto mais próximo é a possibilidade de ter sugestões de vinhos e harmonizações personalizadas, isto é, de acordo com o perfil do cliente ou dos pratos que irão ser servidos, o que facilita e muito na…

lux1539wn.41905

A maioria dos vinhos são engarrafados em garrafas de vidro verde escuro, especialmente os tintos, e não é a toa. A luz compromete alguns componentes do vinho, pelo que preservá-los da luz é garantir uma maior longevidade ao produto. No caso dos vinhos brancos e rosés, a cor da bebida é visualmente apelativa, de modo que muitas produtores optam por engarrafar em garrafas de vidro transparentes, mas o consumidor deve ficar atento para o facto de que para estes tipos de vinho é ainda mais importante mantê-los em lugares escuros na hora de guarda-los. Assim, devemos dar preferência aos ambientes escuros na hora de…

Madeira teste2

O vinho da Madeira é um ícone da cultura portuguesa. A sua fama já é de longa data, vem de séculos atrás, quando na expansão marítima ficou conhecido além fronteiras. O seu método de elaboração é semelhante ao dos vinhos brancos em que não há contacto com as películas. Neste processo, depois da fermentação é acrescido álcool vínico e então o líquido é submetido ao envelhecimento precoce. Actualmente, apesar de existirem outras castas recomendadas e autorizadas, as variedades mais utilizadas na produção deste vinho são: Sercial, Verdelho, Boal, Malvasia, Terrantez e Tinta Negra. Atente-se ao facto dos diversos tipos de vinho da Madeira estarem directamente relacionados aos tipos de…

post

A classificação oficial dos vinhos portugueses para os vinhos DOP/IGP com indicação do ano de colheita são as seguintes: Grande escolha –  vinhos com com características organolépticas excepcionais tal como avaliadas pelo painel de prova da comissão vitivinícola regional. Colheita Seleccionada – vinhos com características organolépticas excepcionais e um teor alcoólico igual ou superior (em 1% por volume) ao limite mínimo estabelecido pelo painel de prova da comissão vitivinícola regional. Garrafeira – vinhos com um tempo de envelhecimento mínimo: para os vinhos tintos pelo menos 30 meses, dos quais pelo menos 12 meses em garrafa; para os vinhos brancos e rosés um…

IMG_7579

Para conservarmos um bom vinho, devemos ter em consideração as condições adequadas de armazenamento de modo a evitar uma evolução irregular ou mesmo a deterioração da bebida. Assim, para que possamos apreciar uma boa garrafa de vinho, não basta apenas fazermos uma escolha certeira do rótulo (tendo em conta as castas, a casa produtora e a colheita, por exemplo). Na verdade é preciso termos alguns cuidados com a maneira como armazenamos o vinho. Se pretendermos armazenar a bebida por um período longo, é recomendável optarmos por ambientes frescos e que estejam isolados de aromas fortes. Se quisermos montar uma garrafeira estes são os principais aspectos a termos em conta:…