“sobremesa”

1132884000000-Dolci-di-polenta-e-pera-con-salsa-di-vino-rosso-polenta-doce-com-pera-e-calda-de-vinho-tinto

Peras Ingredientes: 2 peras 3 xícaras (chá) de vinho tinto seco 1 canela em pau 3 colheres (sopa) de açúcar Modo de preparo: 1. Descasque as peras, deixando o cabinho. Retire o miolo com uma colher de sobremesa, pela parte de baixo, e corte em 8 fatias, deixando-as presas pelo topo. 2. Numa panela pequena, junte todos os ingredientes e leve ao fogo médio. Quando ferver, abaixe o fogo e deixe cozinhar até que fique macia. Reserve. Molho Ingredientes: 1 ½ xícara (chá) do caldo de cozimento da pera Modo de Preparo: Numa panelinha, aqueça a calda de vinho em lume médio.…

zabaione

Ingredientes 4 gemas 1/4 xícara (chá) açúcar 1 colher (café) de essência de baunilha 1/2 xícara (chá) de vinho do Porto   Preparo Numa batedeira, bata as gemas e o açúcar até obter um creme claro. Adicione a baunilha e o vinho do Porto ao creme e leve ao lume (brando), em banho-maria, para cozinhar. Com a ajuda de um fouet bata a mistura até esta dobrar de volume e ficar bem encorpada. Assim que se formarem as primeiras bolhas na superfície, antes de começar a ebulição, tire-a imediatamente do lume, visto que o Zabaione não deve ferver. Sirva em taças individuais. Para…

logo camiseta

O vinho pode ser utilizado na confecção de pratos conferindo um sabor raro às receitas. Através da sua utilização podemos revisitar pratos tradicionais e dar um toque especial. Por ser uma bebida alcóolica, este realça o sabor do prato e soma aromas delicados, podendo ser utilizado tanto em pratos salgados  como doces. Na cozinha, a bebida de Baco pode ser um trunfo na hora de preparar molhos, ensopados, marinadas de carnes e aves, sopas, cremes, sobremesas, recheios para tortas e humedecer bolos.  Lembre-se, porém, que deverá preparar, preferencialmente, as receitas utilizando o mesmo vinho que irá servir à mesa, já que um vinho de qualidade inferior (isto…

Captura de ecrã 2016-04-4, às 12.06.52

Na hora da sobremesa, um vinho seleccionado apenas pela sua doçura poderia decepcionar: um bom vinho de sobremesa deve ser tão doce quanto a sobremesa que o acompanha, mas apresentar ainda uma boa acidez. Na primavera ou no verão, para acompanhar as frutas aposte em vinhos leves e doces, até mesmo um espumante. Para gelados e sobremesas congeladas, escolha um Champagne ou um Moscato d’ Asti. Para o chocolate negro, aposte num licor doce, num Porto envelhecido ou mesmo num Marsala. Boas harmonizações!!

DSC_0286

O escanção português Rodolfo Tristão, que já partilhou dicas connosco aqui no blog ,  vem hoje nos dar algumas orientações de como harmonizar vinhos com sobremesas capaz de impressionar os amigos na próxima recepção em casa. Rodolfo nos ensina que os vinhos generosos são óptimos parceiros das sobremesas, sendo estes uma aposta acertada e que resultam numa combinação sofisticada. Destarte, devemos fazer uma selecção de vinhos generosos como: vinhos da Madeira, Moscatel de Setúbal e Carcavelos, bem como os vinhos do Porto (os data de colheita, os datados (10, 20 ou 30 anos), Tawnies, Rubies, LBV´s  e Reservas Ruby) para as diversas possibilidades de harmonizações…