Portugal é um país de forte tradição vitivinícola, conta com uma localização geográfica privilegiada e apresenta solos apropriados para uma produção vinhateira de excelência.

Os vinhos portugueses são conhecidos internacionalmente pela sua qualidade. Os inúmeros prémios e distinções conquistadas em concursos internacionais atestam esta qualidade. A identidade dos vinhos nacionais se deve em grande parte à diversidade de castas autóctones  aqui encontradas (cerca de 285 castas), já que estas conferem características peculiares ao produto de cada região, possibilitando a produção de uma considerável diversidade de vinhos, cada um com personalidades muito distintas.

No país, como no restante da Europa, são cultivadas variadas castas de Vitis vinífera, porém as mais difundidas no âmbito nacional são: entre as tintas – Touriga Nacional, Baga, Castelão, Touriga Franca e Trincadeira e entre as brancas – Alvarinho, Loureiro, Arinto, Encruzado, Bical e Fernão Pires.

O país, para além de ser afamado pelos bons vinhos que produz, dispõe de duas regiões vitivinícolas protegidas como património mundial pela UNESCO: a Região Vinhateira do Alto Douro (onde se produz o renomado Vinho do Porto) e a Paisagem da Cultura da Vinha da Ilha do Pico.

Nada como visitar as regiões onde se produzem estes grandes vinhos para poder apreciar e conhecer de perto a produção nacional. O vinho é um bom motivo para iniciar esta descoberta, mas a verdade é que o país tem muito a oferecer: paisagens de tirar o fôlego, uma rica gastronomia, uma ampla oferta de atracções culturais e excelentes infraestruturas hoteleiras.

Ah, durante os meses de Setembro e Outubro, não deixem de participar das vindimas, certamente uma experiência ímpar, que ficará para sempre na memória.

Mapa na mão e boa viagem!

Assinatura Natália