Natália Andrade

Apaixonada por vinhos, acredito que as coisas boas da vida devem ser brindadas. Encontre aqui dicas do que há de melhor no mundo da vitivinicultura.

Siga-nos
Newsletter

Instagram Feed
@winelicious_
Wine Tasting Notes
Recent Posts

No que consistem os vinhos de pago?

No que consistem os vinhos de pago?

Quando entramos em contacto com a vinicultura espanhola nos deparamos com termo “vinho de pago” e por não termos no nosso país uma classificação semelhante, a compreensão torna-se, na maioria das vezes, confusa. Vale ressaltar que a tradução ao pé da letra não facilita a compreensão do termo, não  é  intuitiva, uma vez que “pago” em castelhano refere-se à delimitação de terras, herdades destinadas às vinhas ou olivais. Assim, a dúvida que não quer calar é: afinal, no que consistem os vinhos de pago e o que os torna tão cobiçados?

Pois bem, os vinhos de pago são os vinhos elaborados a partir de uvas que procedem de uma parcela diferenciada de uma vinha, podendo algumas vezes a sua denominação ser utilizada para indicar toda uma região vinícola. Esta classificação prevista na legislação espanhola vem para distinguir então as parcelas de vinhas que se destacam em seu entorno, dando origem à vinhos muito específicos, exclusivos. Note-se que nesta classificação é fundamental que a vinha apresente características singulares (seja pelo seu microclima, pela composição do solo, pelo rendimento, etc.), de modo a conferir um carácter especial, distintivo ao vinho. Se formos pensar nas figuras jurídicas das Denominações de Origem e Indicações Geográficas para contrapormos com a figura dos vinhos de pago, vamos ver que estes últimos apresentam requisitos mais apertados, pelo que menos vinhos conseguem alcançar esta classificação superior, tornando assim estes mais especiais e valiosos no mercado.

 

Natália Andrade
blog.winelicious@gmail.com