ABout Us

Apaixonada por vinhos, acredito que as coisas boas da vida devem ser brindadas. Encontre aqui dicas do que há de melhor no mundo da vitivinicultura.

Follow Us
Newsletter

Instagram Feed
@winelicious_
Wine Tasting Notes
Recent Posts
Winelicious | Cru
3524
post-template-default,single,single-post,postid-3524,single-format-standard,ajax_updown,page_not_loaded,,side_area_uncovered_from_content,qode-content-sidebar-responsive,columns-4,qode-theme-ver-14.3,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.7,vc_responsive

Cru

Cru

O conceito é de origem francesa. Embora com diferentes nuances, é sempre inerente à identificação de um vinho com um lugar de produção definido. Em sentido literal, a terminologia se refere à uma vinha cujo clima, solo e outros factores – naturais ou não- conferem ao vinho características particulares, diferentes daquelas presentes nos vinhos produzidos mesmo nos terrenos vizinhos.

Em França, o termo cru aplica-se a tudo o que é produzido a partir da terra (“cru” é o particípio passado do verbo “coître”, crescer. Porém, assim como a palavra terroir, esta não encontra tradução directa para o português): frutas, legumes, mel, manteiga, queijo… Voltando ao vinho, o termo cru em França inclui também, ao lado da identificação da origem geográfica, a casa produtora, a vinha, o estilo de produção, o marketing e a tradição de qualidade de uma empresa na elaboração do vinho.

Observe que o termo cru ainda se tornou o termo oficial usado na classificação qualitativa das vinhas  das áreas produtoras mais importantes do país, tal como: Bordeaux, Borgonha, Alsácia e Champagne. A legislação identifica grands crus, crus premiers, deuxièmes crus, troisèmes crus, num minucioso inventário das vinhas mais renomadas e prestigiadas.

Assim, este termo é habitualmente empregue para designar uma vinha específica e de manifesta reputação, que cresce sobre um terroir de prestígio, bem como também é usado para se referir ao vinho produzido a partir dessas vinhas.

Tags:
winelicious
dev@winelicious.pt