“acidez”

acidez

A acidez na comida aumenta a percepção de corpo, doçura e fruta no vinho, porém diminui a percepção de acidez na bebida. Note-se que a presença de uma certa acidez na comida, normalmente, é algo positivo na hora da harmonização entre o vinho e o prato servido, pois esta pode ajudar a equilibrar um vinho com um nível de acidez muito elevado e ressaltar a fruta. Contudo, se o nível de acidez do vinho é baixo, os níveis elevados de acidez nos alimentos poderão provocar a sensação de estarmos a degustar um vinho plano, flácido.

Captura de ecrã 2017-04-17, às 10.22.32

O Pintor é um momento importante no ciclo da vinha. Nesta fase o crescimento da videira se estagna e o bago começa a “pintar”. Assim, o pintor consiste na alteração de cor das uvas ao encerrar o ciclo de desenvolvimento e iniciar o seu período de estágio (a meio do Verão). Neste período, a uva pára o crescimento por multiplicação celular e aumenta de volume devido à dilatação das suas células. Perde seu aspecto herbáceo, incha e torna-se elástica. Perde também a clorofila, e devido ao aumento de ácido abscísico, que influencia  a acumulação de polifenóis, as uvas brancas abandonam, em poucos dias, a sua…

wine-tasting

No mundo dos vinhos um assunto que desperta sempre muito interesse são as harmonizações. Combinar um bom vinho com pratos que vão potencializar todos os prazeres engarrafados é um dos desafios mais excitante que um enófilo pode ter, já que cada harmonização é única e está fortemente associada às emoções. O segredo aqui é estabelecer o equilíbrio entre as escolhas, traçando uma harmonia fina entre sabores e aromas tanto do vinho como do prato. Isto é, um “todo” harmónico. Para nos auxiliar, podemos contar com duas técnicas: Aproximação: nesta técnica vamos buscar aproximar os aromas e os sabores contidos no…

1 1 (7) foto 5 (3)

O paladar de um bom vinho se desmembra em cinco principais elementos, são eles: Secura/Doçura:  O vinho contém um teor de açúcar natural, facilmente perceptível com a degustação. Se a quantidade de açúcar for abaixo de 2 g/l, saborear a sua doçura será tarefa difícil por estarmos certamente diante de um vinho seco que irá suscitar uma sensação de secura da boca. Os vinhos mais doces, por sua vez, têm um teor de açúcar superior, provocando uma percepção mais intuitiva (especialmente aqueles que apresentam um teor de açúcar igual ou superior a 25 g/l). Acidez:  A acidez confere parte da frescura e do sabor…